A introdução alimentar dos prematuros

A preocupação com o assunto ronda a cabeça dos pais de prematuros, especialmente dos que necessitaram de um longo período de internação

E algumas dicas podem ajudar os pais de prematuros nesse momento, dentre elas:

1- Favoreça um ambiente seguro, confortável e tranquilo nas primeiras ofertas.

2- Explore o potencial sensorial do alimento e permita que o seu filho cheire, coloque as mãos, coloque a comida na língua, na boca.

3- Deixe seu filho se “sujar”.

4- Permita que ele possa colocar as mãozinhas na boca e no alimento para enriquecer suas experiências e se sentir seguro com as novidades.

5- Mantenha a calma! Mesmo que nesse momento de introdução alimentar, o seu filho ainda não consiga comer todo o pratinho como você esperava… se ele manusear, cheirar, olhar, brincar de oferecer para você, para o pai ou irmão, vocês já conseguiram se alimentar de diversas sensações, de afeto e da ludicidade…aos poucos, ele vai conseguir dar mais um passo e colocar o alimento na boca para comer.

6- Sirva sempre o prato de papinha na frente do seu bebê para que ele possa observar a comida chegando ao seu prato.

7- Provoque a integração de sensações apresentando o alimento cru para que seu filho possa explorar o cheiro e diferentes texturas e consistências…peça para ele, por exemplo, te ajudar com o dedinho ou com a mão a descascar uma fruta de fácil manuseio como a banana, tangerina…

8- Traga ludicidade para a hora da alimentação como deixar que ele brinque com a comida, dar de comer a um boneco, caso ele tenha irmãos, peça ajuda para dar de comer ao irmão e sobretudo, deixar que ele sente/brinque junto à mesa enquanto a família faz a refeição, para que seu filho possa observar, diariamente, como vocês fazem e o prazer que vocês têm ao se alimentar.

9- Converse sobre as suas dúvidas, angústias e possíveis dificuldades alimentares com seu Pediatra. Nenhuma dúvida é “boba” ou “sem sentido”. Alguns prematuros, como a minha filha, podem necessitar de uma avaliação e/ou orientação de uma terapeuta ocupacional especializada em Integração Sensorial de Ayres ou de uma Fonoaudióloga.

Confira a matéria completa em:

https://revistacrescer.globo.com/Colunistas/Teresa-Ruas-Vida-de-Prematuro/noticia/2020/12/introducao-alimentar-dos-prematuros.html

Compartilhar:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email

Deixe uma resposta