Novas experiências!

Com a aquisição de novas habilidades sensoriais, motoras e cognitivas, os bebês vão experimentando, cada dia que se passa, novas e complexas experiências.Aquele bebezinho que permanecia na posição e local em que o colocávamos, dá lugar a uma criança extremamente experimentadora e investigadora. E toda esta característica de querer descobrir o mundo que a rodeia é potencializada pelo ganho da locomoção, seja engatinhando e/ou dando os primeiros passinhos.

O bebê ao final do primeiro ano de vida (Maitê Maria está com quase 11 meses de idade corrigida) não apenas consegue alcançar, pegar e manipular os objetos/brinquedos de seu interesse, mas também chegar onde ele deseja. Por isso mesmo, é que nesta fase em que se locomovem, se sentem os “donos do mundo”, afinal de contas, agora não dependem de ninguém para chegarem onde desejam.

E é justamente aí que nós pais temos que ficar para cima e para baixo acompanhando os nossos bebes “locomotivas” e “exploradores”, pois ainda não possuem nenhuma noção de perigo.Os dedinhos serão enfiados em todos os buraquinhos; as cadeiras virarão cabaninhas; os corredores, pista de corrida; as panelas, brinquedos prediletos; as gavetas, máquinas que abrem e fecham; as roupas, brinquedos para serem retirados; as tomadas, brinquedo predileto para ascender e apagar e, os brinquedos em geral; pecinhas de diferentes formatos que podem ser jogadas a distância.

Toda esta experimentação é típica desta idade (ganho de noção espacial, temporal, noção de trajetória percorrida, conceitos de dentro e fora, causalidade, ação e reação, entre outros) e os pais/cuidadores devem acompanhar as ações e tomar todo o cuidado com a segurança ambiental para evitar acidentes domésticos (as nossas gavetas possuem um formato que impossibilita prender o dedo, por isso não se assustem com o vídeo das gavetas).

Agora… imaginem duas/três crianças exploradoras juntas, descobrindo as diversas possibilidades do ambiente externo e dos brinquedos? É realmente um momento prazeroso e de bastante ginástica para os papais.

Vejam só os vídeos postados das experiências complexas de Maitê Maria e algumas fotos com o Dudu (seu irmão de leite) e sua amiguinha Bia.

Maitê Maria agradece ao seu irmão Dudu por ter mostrado a ela, pela primeira vez, os encantos de um parquinho.  
Um grande beijo, Tete e Maitê Maria

Compartilhar:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email

Deixe uma resposta