Os primeiros passos de Maitê Maria: a mais nova aquisição

Queridos seguidores, especialmente aqueles que são apaixonados e que estudam as etapas do desenvolvimento infantil na primeira infância, é com muito orgulho que informo que nossa Maitê Maria está dando os seus primeiros passos, sozinha.  A primeira performance ocorreu no dia das mães, exatamente às 18 horas e 40 minutos. Eu não acreditava no que os meus olhos estavam vendo e no que o meu coração estava sentindo! Era muita alegria, era muito entusiasmo, era um presente maravilhoso para coroar e celebrar o dia das mães.Como mãe, eu comecei a chorar, a pular e a gritar “parabéns filha”… e, como especialista eu pensei: não acredito que Maitê Maria está de acordo com a sua idade corrigida (1 ano e 1 mês), apresentando a etapa/o marco do desenvolvimento que ela deveria apresentar que é, justamente, a marcha/os primeiros passos, sozinha.  Alguns bebês apresentam a marcha antes do seu primeiro ano de vida, sendo frequente, apresentarem com um ano de idade ou um pouquinho a mais, como o ocorrido com a Maitê Maria, com a correção da idade.Esta é uma etapa importantíssima e que reflete a saúde neurológica da criança nos  dois primeiros anos de vida e a qualidade dos cuidados e estímulos ambientais direcionados a ela.  A ausência da marcha até meados de 24 meses deve ser observada de forma cuidadosa por uma equipe de especialistas, incluindo pediatra, terapeuta ocupacional , fisioterapeuta, ortopedista a fim de identificar possíveis dificuldades e/ou atrasos no desenvolvimento infantil. Lembrando que os prematuros, especialmente os extremos, devem ter as suas idades corrigidas para toda e qualquer aquisição.

Algumas mães estão me perguntando qual foi a estratégia mais utilizada para que Maitê Maria conseguisse dar este salto no seu desenvolvimento. E a minha resposta  foi: nada de muito colo. Sempre deixei Maitê Maria no chão, se aventurando em suas tentativas para pegar e/ou alcançar o objeto/brinquedo desejado, além de permitir que ela sentisse o seu pé em várias texturas e temperaturas, como o chão, a grama, as pedrinhas e, após os primeiros passos, ainda se pendurando em móveis, o uso frequente de meias com antiderrapante para aumentar a segurança e a estabilidade dos pés no chão.  Estas foram algumas estratégias utilizadas e que deram bons resultados.

Abaixo, segue a primeira filmagem de Maitê Maria se aventurando pelo ambiente e dando os seus primeiros passos. É válido salientar, como vocês poderão observar, que a base está bem alargada, que movimentação ativa de flexo-extensão de joelhos ainda é difícil ( o andar ainda é parecido com o andar de um pato), o equilíbrio ainda é instável e que para aumentá-lo, Maitê Maria levanta os braços. Resolvi pontuar tais características, pois alguns pais se preocupam com algumas delas, como, por exemplo, “levantar os braços”, sendo que todas elas são normais para esta etapa de aprendizagem.

E que venham muitos outros passos e aventuras pelo ambiente…

Compartilhar:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email

Deixe uma resposta