Sistema Sensorial: Olfato

Fga Dra Carla Lucchi Pagliaro

O olfato do seu bebê desempenha um papel importante em seu desenvolvimento. Está intimamente ligado ao seu paladar, por isso influencia o que ele gosta de comer. Mas o cheiro também tem uma forte ligação com as emoções do bebê e desempenha um papel fundamental para essa relação.

A primeira infância é o momento perfeito para introduzir uma dieta nutritiva e estimular o olfato e o paladar do bebê, os quais influenciam muito os hábitos alimentares. Compreendendo o desenvolvimento do olfato e do paladar, bem como a importância da nutrição adequada para bebês e crianças, começamos a avaliar como esses sentidos contribuem para um desenvolvimento saudável no futuro.

O nariz do seu bebê começa a se formar quando você está com cerca de 7 semanas de gravidez. As duas narinas minúsculas aparecem apenas algumas semanas depois. Em 10 semanas de idade gestacional, os receptores que seu bebê usará para detectar cheiros já se formaram.

Seu bebê começa a usar o olfato enquanto ainda está no útero. À medida que ele respira e engole seu líquido amniótico, ele se familiariza com seu cheiro. Isso é útil porque o cheiro é semelhante ao do seu leite materno, de que ele vai precisar logo depois de nascer. Seu líquido amniótico também carrega o aroma e os sabores dos alimentos que você come.

Quando recém-nascido, o bebê tem um olfato altamente sensível. Ele o reconhecerá por seu cheiro natural e é o que ele mais deseja sentir. Ele também será atraído pelo cheiro do seu leite materno. Esses cheiros estão ligados à sua necessidade básica de conforto e alimentação.

O sentido do olfato é processado por uma parte do cérebro que também controla a memória. Seu bebê formará fortes associações entre cheiros específicos e as experiências ligadas a eles. Isso significa que, anos depois, um perfume pode desencadear uma memória para seu bebê e lembrá-lo de uma época ou sentimento de seu passado.

Como um recém-nascido, seu bebê estará familiarizado com seu perfume único. Ele pode até sentir a diferença entre o seu leite materno e o de outra mãe. Ao reconhecer o seu cheiro, ele se sente confortável e seguro por saber que está com você. Você pode ajudá-lo tentando não usar produtos para a pele perfumados nos primeiros dias.

Quando vocês acariciam seu bebê e vocês podem sentir o cheiro um do outro, ambos experimentam níveis mais elevados do hormônio oxitocina. Isso geralmente é chamado hormônio do amor e ajuda no processo do vínculo.

UM MÊS

Seu bebê está se acostumando com cheiros diferentes, mas ainda pode encontrar aromas fortes irresistíveis. Na verdade, um cheiro forte pode interferir em seu paladar. Se você estiver usando um perfume forte, ele pode não se alimentar tão bem como de costume.

TRÊS MESES

Seu bebê está se tornando mais consciente das diferentes pessoas ao seu redor. Ele usará seu olfato como uma forma de saber a diferença entre as pessoas que conhece e os estranhos. Se ele se sentir assustado ou ameaçado pelo cheiro de uma pessoa, ele pode chorar ou chutar as pernas.

SEIS MESES

Quando seu bebê inicia com alimentos sólidos, ele usará seus sentidos de olfato e paladar para decidir se gosta ou não de um novo alimento. Se ele gosta do aroma da comida sendo preparada, pode reagir sorrindo, apontando ou fazendo barulho.

As preferências de cheiro do seu bebê podem ser semelhantes às suas, especialmente porque ele terá se acostumado com os cheiros de alguns de seus alimentos favoritos enquanto estava no útero. Nessa fase é muito importante que os pais estimulem o cheiro dos alimentos para o bebê antes de oferecerem para ele comer. Pesquisas mostram que quanto mais os bebês são expostos a todos os estímulos sensoriais dos alimentos, como o cheiro, o visual, o tátil e o paladar, maior serão as chances de gostar de comer e aceitar os alimentos.

12 MESES

Por volta dos 10 meses de idade, seu bebê pode estar menos interessado em experimentar alimentos diferentes. Seu olfato irá ajudá-lo a decidir o que ele definitivamente não gosta. Se ele não gosta do cheiro e está desanimando, ele avisará você!

O olfato do seu bebê continuará a se desenvolver até por volta dos oito anos de idade.

REFEÊNCIAS

Morris SE, Klein MD. Pre-Feeding Skills. A comprehensive resource for mealtime development. United States of America: Therapy Skill Builders, 2nd ed. 2000.

Norris FJ, Larkin MS, William CM, Hampton SM and Morgan JB. Factors affecting the introduction of complementary foods in the preterm infant. Eur J Clinical Nutr. 2002;56(5):448–454

Compartilhar:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email

Deixe uma resposta